Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Pesquisador lança livro sobre meio ambiente e sustentabilidade
Início do conteúdo da página Notícias

Pesquisador lança livro sobre meio ambiente e sustentabilidade

Evento foi organizado pelo Núcleo de Educação Ambiental (NEA) e envolveu estudantes e servidores do campus.
  • Assessoria de Comunicação, com informações do campus
  • publicado 27/03/2018 14h47
  • última modificação 27/03/2018 17h17

Na terça-feira (20), o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias sediou o lançamento do livro Meio Ambiente e Prática Sustentáveis, de autoria do engenheiro florestal, professor e ambientalista José Carlos Aroucha Filho. O evento foi organizado pelo Núcleo de Educação Ambiental (NEA).

Durante a manhã, o autor apresentou o livro no hall de entrada da unidade a servidores, esudantes, terceirizados e visitantes. À tarde, José Aroucha proferiu palestra a estudantes dos cursos de licenciatura em Ciências Biológicas e Química.

Na obra, por meio da experiência na Amazônia e no Cerrado Maranhense, o engenheiro florestal dá dicas de como a mudança de hábitos pode ajudar a preservar a natureza e a gerar renda, colaborando, assim, para uma sociedade mais sustentável. “O livro mostra os biomas maranhenses e como o ser humano está matando a natureza. Para algumas comunidades pobres, a situação financeira pode ser mudada apenas olhando para os resíduos sólidos como algo economicamente rentável. Sempre falo que a palavra lixo não existe, pois quando se fala lixo já existe um certo preconceito. O correto é resíduo sólido ou matéria-prima”, explica o autor.

O autor anunciou que está produzindo a segunda edição da obra, que será revisada e ampliada, na qual será feita uma abordagem sobre a agonia e morte do Rio Itapecuru pela degradação antrópica. Além disso, serão inseridos mais de dezessete assuntos da dimensão ambiental e um glossário completo de termos e expressões técnicas ambientais. “Essa edição estará mais atualizada e repleta de novas experiências que tive nas escolas municipais de Caxias”, disse o autor, acrescentando que a sustentabilidade nas escolas é um processo em franca evolução e transformação para formação de cidadãos ecologicamente corretos. “Daí a necessidade de uma nova edição. Essa nova edição deverá ficar pronta em meados de maio ou junho desse ano”, declarou.

Para o aluno Alexandre Fernando Rocha, do curso Ciências Biológicas, “o conteúdo do livro tem grande relevância e, se posto em prática, pode transformar o meio ambiente”. O estudante frisou ainda que “as escolas podem adotar o livro, principalmente no ensino fundamental, pois os alunos já vão aprender desde cedo a desenvolver práticas ecológicas e corretas. E é o que nosso planeta está precisando””, pontuou.

Sandrik Marcelo Sousa, do curso Ciências Biológicas, adquiriu a obra. O aluno observou que “ele [o autor] fala na obra que na naureza tudo se transforma, mas a transformação vai ser boa ou ruim, dependendo da atitude de cada um de nós. Essas atitutides que o autor incentiva no livro são bem interessantes e têm relação com o que aprendo no meu curso e pretendo aplicar. Há ainda uma importância ambiental e cultural, pois alerta-se sobre o consumo exagerado e busca-se conscientizar para a importância do meio ambiente em que vivemos”, argumenta o aluno.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Educação Ambiental, professora Ana Júlia Luz, “a obra será  será usada pelo núcleo, inclusive para análise dos problemas ambientais do campus, com o objetivo de rever critérios de atuação e incorporar novas práticas capazes de reduzir ou eliminar danos ao meio ambiente”, finalizou.

 

Serviço

Os interessados podem adquirir o livro nas livrarias e papelarias de Caxias por R$ 35,00. O livro foi lançado oficialmente pela Academia Caxiense de Letras (ACL) em 2018. Em Caxias, já foram vendidos mais de 800 exemplares.

O livro está divido em partes, abordando práticas de sustentabilidade ambiental; meio ambiente e educação ambiental; flora, fauna e água; biomas e agrotóxicos; povos indígenas e quilombolas; agroecologia e compostagem; agroflorestas e matas ciliares; aquecimento global e crimes ambientais.

Fim do conteúdo da página