Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Reunião discute demandas com alunos de formação pedagógica
Início do conteúdo da página Notícias

Reunião discute demandas com alunos de formação pedagógica

Reunião aconteceu no dia 27 de abril no Campus Açailãndia
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 10/05/2018 17h57
  • última modificação 10/05/2018 17h57

No dia 27 de abril, no Campus Açailândia, estudantes do curso de licenciatura em Formação Pedagógica para Docentes estiveram reunidos com a coordenação de curso e a direção geral do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias. Compareceram à reunião o diretor-geral, João da Paixão Soares, a coordenadora do curso Eliane de Sousa Almeida e Raquel de Carvalho Evangelista, pedagoga.

Na oportunidade, foi apresentado o resultado da pesquisa aplicada junto aos estudantes do referido curso, além de esclarecimentos sobre as deliberações tomadas em relação aos andamento das atividades. “Foi importante a presença dos alunos para a compreensão das proposições de redirecionamentos do referido curso, uma vez que esta formação continuada é relevante para o aperfeiçoamento da prática docente”, argumenta Eliane Almeida. “A reunião foi importante por percebemos o interesse dos alunos. Foram necessárias adaptações e alterações para atender a demanda e continuar com o curso, que é tão importante para bacharel e tecnólogo, assim como técnicos administrativo que pretendem exercer a docência”, avalia Raquel Carvalho.

Sobre o curso

Com início em agosto de 2017, o Curso de Formação Pedagógica para Docentes atende a legislação educacional vigente (Resolução CNE/CP nº 02/2015), no sentido de dotar professores graduados em Cursos de Bacharelados e Tecnologias, de conhecimentos, habilidades e atitudes para que sejam profissionais reflexivos e investigadores sobre a realidade social e a docência. Dessa forma, tem por objetivo formar professores visando o aperfeiçoamento dos portadores de diplomas de ensino superior para exercerem a função de professor da educação básica, o que implica na necessidade do educador efetivar práticas pedagógicas que conduzam os educandos por caminhos diversificados, capazes de convergir para um ensino de sentidos e significados e, especialmente, que passem a adquirir uma visão de mundo mais integradora, capaz de incluir os profissionais da educação profissional e tecnológica.

Os alunos da atual oferta são servidores dos Campi Açailândia, Buriticupu e Santa Inês.

Para mais informações, acesse a página do curso.

registrado em:
Fim do conteúdo da página