Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Alunos relatam experiências adquiridas no Canadá
Início do conteúdo da página Notícias

Alunos relatam experiências adquiridas no Canadá

Intercambistas compartilharam conhecimentos, experiências e vivências adquiridas no país após meses de intercâmbio.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 08/06/2018 17h19
  • última modificação 08/06/2018 17h36

“Uma pessoa com nova visão do mundo, tanto em relação às pessoas, quanto às oportunidades profissionais.” É assim que o aluno Ítalo Nabuco de Melo Santana, do 7º período do curso de Ciência da Computação do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias se define, após temporada de quatro meses de estudos no Sault College, na cidade de Sault Ste. Marie, no Canadá. Nesse período, Ítalo participou do programa Emerging Leaders in the Americas Program (Programa Futuros Líderes nas Américas), promovido pelo governo canadense, com o objetivo de favorecer o aperfeiçoamento dos recursos humanos de uma nova geração de líderes nas Américas, ao mesmo tempo em que consolida as relações entre as instituições de ensino superior brasileiras e canadenses.

Com o objetivo de compartilhar conhecimentos, experiências e vivências adquiridas no intercâmbio,  o Centro de Idiomas (CI) da unidade do IFMA na Região dos Cocais promoveu, na quarta-feira (06),  uma mesa redonda com o intercambista. Além de ìtalo, a mesa redonda foi composta por Letícia Rocha, coordenadora do CI, e Helano Miguel Brasil, aluno de Ciência da Computação. Em 2017, Helano participou de três meses de intercâmbio no Canadá através do programa Cidadão do Mundo, do Governo do Estado do Maranhão.

Relatos e experiências

Durante a mesa redonda, que foi realizada no auditório, os alunos falaram sobre a rotina,  destacando os pontos positivos e negativos vivenciados e percebidos pelas diferenças culturais.

Italo conta que desenvolveu diversas atividades em Sault College. “O objetivo da bolsa de estudos foi fazer com que eu cursasse disciplinas do meu curso. Então, lá estudei desde tecnologias de programação de computadores até metodologias de comunicação empresarial”, disse.  Para o aluno, “o momento mais marcante, sem dúvidas, foi a convivência diária com pessoas de outros países, o que proporcionava o conhecimento de outras culturas além da canadense”, confessou. Além dos estudos, Italo também aproveitou o intercâmbio para conhecer a cultura e costumes canadenses. “Tive várias experiências marcantes relacionadas ao lazer, como pesca no gelo, visitei pontos turísticos da cidade, conheci a cultura local, além de ir a montanhas e florestas da região para apreciar a paisagem do país e ver a fauna local”, contou.

Vale destacar que Italo foi o único selecionado na chamada interna feita pela Pró-Reitoria de Extensão, por meio da Diretoria de Relações Internacionais do IFMA. “A iniciativa do instituto foi essencial para que eu realizasse esse sonho de ir para o Canadá estudar outras áreas do meu curso. Desde o momento que fui aprovado na chamada interna, o instituto estava sempre em contato, auxiliando e oferecendo o suporte necessário para a conclusão deste meu objetivo. Então, sobre isso, apenas tenho que agradecer”. Para o futuro, o aluno pretende aplicar os conhecimentos adquiridos, principalmente, na carreira profissional. “Explorar o que me foi passado pelos professores, almejando uma ótima posição no mercado de trabalho”, disse Ítalo.

Para quem pretende fazer um intercâmbio, Ítalo deu as dicas. “Primeiro de tudo é a motivação. Criar um objetivo e pretender alcançá-lo. Depois, é procurar o suporte necessário para que você possa realizar o sonho de fazer parte de um intercâmbio” explicou, citando que existem vários programas, nacionais e internacionais com esse objetivo. “Os frutos desse intercâmbio vieram em vários âmbitos da minha vida. Pessoalmente, evoluí bastante, porque quando você passa três meses em um país diferente, com cultura diferente, retorna com mais ferramentas para lidar com a própria vida”, disse o aluno Helano Brasil

Oportunidades para todos

O evento reuniu professores, técnicos administrativos, estudantes do IFMA e acadêmicos do curso de Letras/Inglês da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). João Gabriel é aluno da UEMA.  Em sua opinião, “por eu ser um estudante de Letras/Inglês, e muito envolvido com a língua inglesa, os relatos motivaram não só a mim, mas a todos os meus colegas, a fazer um intercâmbio.” A professora Natércia Garrido foi a responsável por acompanhar os acadêmicos da UEMA. “É importantíssimo trazer meus alunos para ouvir os relatos, acreditar em seus sonhos e saber que é possível realizá-los por meio desses programas e convênios”, frisou.

Na análise do diretor-geral do Campus caxias, João da Paixão Soares, é importante que os estudantes e demais profissionais tenham uma formação a nível internacional e conhecimento sobre  as principais tecnologias utilizadas em suas áreas atuação. “Sabemos que o mercado de trabalho foi e é exigente. Então, precisamos formar profissionais com ampla experiência e vivência em diversas áreas. E o intercâmbio propicia um amadurecimento, tanto intelectual quanto de vida”, disse o diretor, reforçando a importância dos intercambistas continuarem participando dos projetos desenvolvidos pelo Centro de Idiomas com o intuito de fomentar o ensino e a cultura de línguas.

“Nossos alunos, sem dúvidas, voltaram transformados e com um desejo de aprender mais e compartilhar conhecimentos”, ponderou Letícia Rocha, acrescentando que “o intercâmbio não é apenas uma viagem para conhecer outro país, mas é uma oportunidade de agregação de novas culturas e de aprendizagem de uma nova língua” finalizou a coordenadora.

Clique aqui e veja fotos dos alunos no Canadá.

registrado em:
Fim do conteúdo da página