Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Aluno cria aplicativo que avalia qualidade ambiental de riachos
Início do conteúdo da página Notícias

Aluno cria aplicativo que avalia qualidade ambiental de riachos

Sob orientação do professor Daniel Silas Veras dos Santos, o aluno André Lucas Oliveira dos Santos Piorsky, do curso técnico em Informática do Campus Caxias, desenvolveu o aplicativo.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 30/11/2018 17h37
  • última modificação 30/11/2018 17h37

Sob orientação do professor Daniel Silas Veras dos Santos, o aluno André Lucas Oliveira dos Santos Piorsky, do segundo ano do curso técnico em Informática do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias, desenvolveu um aplicativo para avaliar a qualidade ambiental dos riachos. Para realizar a avaliação, o aplicativo utiliza o Índice de Integridade de Habitat (IIH).

Daniel explica que o IIH tem sido uma ferramenta muito importante para pesquisadores das áreas de ecologia e ciências ambientais que investigam a biodiversidade. “Os dados gerados pelo índice têm sido publicados inclusive em artigos e periódicos científicos de alto impacto”, pontua. O professor explica que o índice apresenta doze questões sobre diferentes influências do uso do solo em riachos, que podem levar a perda da qualidade ambiental do riacho. “Essas perguntas foram replicadas no aplicativo. Dessa forma, respondendo as perguntas no aplicativo, ao final, será gerado um valor de zero a um que determinará a qualidade do local analisado. Assim, quanto mais próximo de zero, mais degradado encontra-se o riacho”, concluiu.

No dia 24 de novembro, o aplicativo foi testado em atividade prática com alunos do curso de Ciências Biológicas. “O teste foi feito no riacho Lamego, que está situado aos fundos do IFMA”, destaca o professor, acrescentando que o resultado foi satisfatório. Daniel Veras afirma que “o aplicativo vai ser muito importante para os pesquisadores, pois ele permite automatizar a geração dos valores do índice, além de ter a ferramenta de compartilhamento em diferentes plataformas, de modo a dinamizar o uso do IIH”, concluiu.

Maria Fernanda Ribeiro Ferreira é aluna de Ciências Biológica e participou do teste. A aluna acredita que o aplicativo pode ser útil para atividades na área. “Eu desenvolvo pesquisa de iniciação cientifica na área de biodiversidade. Nesse trabalho, para aplicação do IIH, levávamos para campo o material impresso para realizar análise em relação às características do riacho. Então, o aplicativo pode facilitar esse processo, tendo em vista que, além de não haver necessidade de levar o material impresso, o aplicativo automatizou os resultados do índice”, destaca. “Ao todo, já desenvolvi quatro aplicativos. Entretanto, não disponibilizei nenhum em lojas de aplicativo. Esse será o primeiro”, comenta André Piorsky. “Desenvolver esse app foi um desafio, pois tive que me aprofundar em uma nova área de conhecimento. Tive que me aprofundar também em programação, mas isso vai agregar à minha futura profissão”, comenta o aluno.

Um dos aplicativos desenvolvidos pelo aluno está sendo utilizado em sua turma. “Ele funciona como uma agenda para os alunos, no qual eles podem obter tudo o que ele faz dentro do IFMA em único lugar, desde atividades, horários, acesso ao sistemas Q-Acadêmico, SUAP, até atividades disponibilizadas pelos professores em formato PDF. É possível até realizar reuniões”, explica o aluno, destacando que foi convidado pelo diretor de desenvolvimento educacional, Raimundo Filho, para apresentar o aplicativo no Encontro  Pedagógico em 2019. “Em breve, o aplicativo estará disponível para tablets e smartphones na plataforma Android, na loja PlayStore do Google”, explica André  Piorsky.

Por enquanto, o aplicativo está sendo disponibilizado aos interessados via e-mail. Os interessados em obter o aplicativo, nessa etapa, podem solicitar através do e-mail daniel.veras@ifma.edu.br, andredexter@live.com ou lucas.andre@acad.ifma.edu.br.

registrado em:
Fim do conteúdo da página