Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA promove formação para professores mediadores em Caxias
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA promove formação para professores mediadores em Caxias

O evento foi transmitido ao vivo, via internet.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 31/12/2018 10h45
  • última modificação 31/12/2018 10h53

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias sediou, no dia 18 de dezembro, uma formação inicial para mediadores a distância e presencial dos polos Açailândia, Barra do Corda, Caxias, Imperatriz, São Luís e Timbiras, que atuarão nos cursos de licenciaturas em Pedagogia e Formação Pedagógica. Ofertada pelo Centro de Referência Tecnológica (Certec), a formação foi ministrada pelas professoras Christiane Ferreira Lemos Lima (coordenadora adjunta da Universidade Aberta do Brasil – UAB) e Caroline Nunes (coordenadora de tutoria).

“É importante que o profissional que irá atuar em curso na modalidade a distância passe por processos formativos para aperfeiçoar a prática, especificamente a prática da tutoria”, destacou Caroline Nunes. Ela proferiu uma palestra sobre o modelo de Educação a Distância (EaD) dos cursos de graduação a distância no IFMA, além de tratar a sistemática de avaliação para cursos de graduação. “Para trabalhar com EaD é essencial que o tutor domine as questões tecnológicas, mas este profissional também deve  compreender as questões filosóficas e pedagógicas que envolvem a  atuação na EaD”, complementou a professora.

A professora Christiane Ferreira apresentou o ambiente virtual e aprendizagem (AVA) e suas principais funcionalidades. “A Educação a Distância (EaD) dispõe de um espaço próprio dentro do ciberespaço para o desenvolvimento das suas ações. Este espaço é denominado Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Apesar de muitos já o conhecerem, detalhamos sobre os principais recursos e novidades”, frisou a Christiane, que também apresentou o fluxo do cadastro Sistema de Gestão de Bolsas (SGB) e instrumentais da mediação.

 “Fora valiosíssimo participar desta capacitação para mediadores, pois nos proporcionou conhecimentos importantes para juntos colocarmos em prática na Ead. Além disso, a capacitação nos fez lembrar que os mediadores possuem um papel importante, pois será a partir do desempenho da mediação que os acadêmicos deverão ser norteados no que se refere às atividades no ambiente virtual, bem como em sua permanência nos cursos”, avaliou Renata Ferreira, professora mediadora a distância do Polo Timbiras.

Para Diego Carvalho Viana, que atuará na função de professor mediador a distância no Polo Imperatriz, a iniciativa proporcionou momentos de diálogos e questionamentos para início dos cursos. “O encontro de mediadores em Caxias foi um acerto. As expertises da professora Carolina Nunes quanto às funções do mediador no ambiente on-line, e da professora Christiane quanto às funcionalidades do AVA, sem dúvida nenhuma foram momentos ímpares marcados pela pontualidade e demonstrações de exemplos”, comentou.

A formação contou ainda com a participação de Luís Morais, interlocutor de Educação a Distância do Campus, e Waldirene Pereira Araújo, coordenadora do curso de Pedagogia. Luis Morais lembrou que o Campus Caxias já oferta os cursos técnicos em Eventos e Informática a distância. “Estamos iniciando mais um momento de relevância no IFMA Campus Caxias, que é a oferta de cursos de Pedagogia e Formação Pedagógica na modalidade EaD. É um desafio, pois são 400 alunos em sete polos de apoio presencial. Mas, a parceria com o Certec e a equipe da UAB no âmbito do IFMA favorece a consolidação desse processo”, ponderou Morais.

“Temos nos planejado de forma a atender os acadêmicos com a educação a distância da melhor qualidade”, frisa Waldirene Araújo, avaliando que “esta formação é relevante na medida em que oportuniza maior visibilidade para contribuir de maneira significativa na formação dos acadêmicos, a partir de suas demandas e necessidades próprias”. E continua. “Consideramos que uma das principais ações dos mediadores é desenvolver no aluno a disposição para a aprendizagem, esta perspectiva centrada no aprendente necessita reconhecer os fatores que propiciam a qualidade da aprendizagem do aluno”, concluiu.

registrado em:
Fim do conteúdo da página