Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Aluna do IFMA é aprovada em mestrado de Biologia Microbiana
Início do conteúdo da página Notícias

Aluna do IFMA é aprovada em mestrado de Biologia Microbiana

O Campus Caxias soma dez alunos selecionados em programa de mestrado no Brasil.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 16/04/2019 14h34
  • última modificação 16/04/2019 17h10

Mais uma aluna do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias foi aprovada em seleção de mestrado. A estudante Lorena Gonçalves Araújo, da licenciatura em Ciências Biológicas, conseguiu uma das 14 vagas para a primeira turma do mestrado em Biologia Microbiana, da Universidade Ceuma, em São Luís.

A seleção foi realizada em quatro etapas: prova escrita, prova de inglês, análise de currículo e entrevista. “Na entrevista tracei minha trajetória acadêmica e profissional, além de demonstrar para a banca meus conhecimentos na linha de pesquisa em mecanismos de patogenicidade e interação patógeno-hospedeiro”, destaca a aluna. “O Campus Caxias é um local com ótimos professores e com uma infraestrutura e suporte excelentes. Daqui a alguns anos, espero retornar como profissional”, complementa.

Além de Lorena, o Campus Caxias aprovou, em 2018, mais nove alunos em programas de mestrado no Brasil. “O Campus atingiu uma taxa de aprovação de mais 20% em programas stricto sensu, considerando o quantitativo dos alunos que colaram em janeiro e fevereiro. Outro aspecto que merece destaque é que todos os aprovados atuaram em projetos de iniciação científica durante a graduação”, destacou Raimundo Filho, diretor de desenvolvimento educacional.

Trajetória

Durante a graduação, Lorena Araújo participou de várias atividades de pesquisa e extensão. Ela participou de três projetos de pesquisa, sendo que um lhe rendeu um capítulo de livro e outro um artigo em uma revista. Em todos os projetos, foi bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA). “No primeiro, colaborei com trabalhos de Agroecologia e Fauna Epígea influenciada pelo uso de culturas em sistema de cultivo em aléias em Caxias. Também pesquisei sobre insetos fazendo uma comparação entre riqueza estimada da fauna edáfica de um sistema de aléias e um plantio de capim-mombaça. No último projeto, estudei as bactérias do leite, analisando presença do gene apr, que codifica metaloprotease alcalina (AprX), em bactérias proteolíticas isoladas de leite cru de regiões do Maranhão”, explica. Durante dois meses, Lorena estagiou no Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal (LIPOA), na Universidade Estadual de Londrina (UEL), no Paraná.

A professora Joyce Bitencourt Athayde Lopes acompanhou a trajetória da estudante. “Tive a oportunidade ser orientadora nos projetos iniciação científica e na monografia de Lorena. Ela sempre mostrou iniciativa, foi destemida, fez estágio em outra universidade durante a iniciação científica para aprender uma nova metodologia. Admirava o seu perfil de pessoa solidária para ajudar os colegas e muito participativa”, comentou a docente.

registrado em:
Fim do conteúdo da página