Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus realiza ciclo de palestras sobre reprodução animal
Início do conteúdo da página Notícias

Campus realiza ciclo de palestras sobre reprodução animal

Iniciativa contemplou produtores rurais, estudantes e profissionais da área de Ciências Agrárias
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 21/06/2019 12h01
  • última modificação 21/06/2019 12h01

Com o objetivo de abordar técnicas de biotecnologia mais avançadas para reprodução animal e métodos que investem na melhora da produtividade de rebanho, o campus do IFMA em Caxias realizou, na terça-feira (11), o 2º Ciclo de Palestras sobre Biotecnologias da Reprodução Animal. A iniciativa foi idealizada por estudantes de Zootecnia que cursam a disciplina Reprodução Animal, sob coordenação dos professores de Medicina Veterinária José Manoel de Moura Filho e Ricardo Abílio Bezerra e Silva, juntamente com o médico veterinário Luiz Antônio Silva Figueiredo Filho.

O Ciclo de Palestras contemplou mais de 100 participantes, dentre produtores rurais; estudantes e profissionais das áreas de Medicina Veterinária, Zootecnia e Agronomia; e técnicos em Agropecuária e Agronegócio. A programação contou, além de palestras, com relato de caso, apresentação dos Programas de Sanidade Animal pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) e atividade prática sobre Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF).

Sobre essa nova técnica, Manoel Moura Filho explica que facilitou muito a vida dos produtores, que agora sabem o tempo para inseminar o animal, independente de ele estar no cio ou não. “A técnica é muito simples e moderna e bem explorada em outros Estados. Os produtores do Maranhão ainda estão se adaptando. Enquanto isso, aqui, os alunos ficam por dentro do que os espera após concluírem o curso e começarem a atuar no mercado”, destacou o professor.

É o caso de Sarah Lima Costa, aluna do curso de Agropecuária. “É muito importante a gente aprender, porque após concluir o técnico em Agropecuária, pretendo seguir para Medicina Veterinária e isso é o básico que devemos saber”, ponderou.

 

O aluno Jaasiel Damon Silva Mineiro, do mesmo curso, estava atento a todas as atividades. “Conseguimos ter uma visão maior sobre o assunto, pois em sala de aula vemos somente a teoria. Aqui, é prática. Esse conjunto de teoria com as palestras e práticas com inseminação é importante para nossa formação”, declarou.

À tarde, Ney Rômulo de Oliveira Paula, professor associado do Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Piauí (UFPI), lançou o livro “Inseminação Artificial: Uma importante ferramenta biotecnológica para o incremento produtivo do rebanho caprino e ovino”. Segundo o autor, a publicação apresenta levantamentos bibliográficos atuais e sua correlação com a experiência de trabalho que a equipe do grupo de pesquisa em sanidade e reprodução animal realizou entre os anos de 2012 a 2017. “Neste sentido, a publicação é voltada a todos os agricultores familiares criadores de caprinos e ovinos, assim como toda cadeia produtiva que envolve o setor da caprinocultura e da ovinocultura brasileira”, explicou Ney de Oliveira Paula. “Espero contribuir com a organização deste setor, visando uma produção rentável, sustentável e que possa ser realizada respeitando o bem-estar dos caprinos e ovinos”, acrescentou.

Durante o evento, foram compartilhados conhecimentos e experiências, mediante a reflexão sobre temas das Ciências Agrárias e áreas afins, por intermédio de palestras e trabalhos desenvolvidos na pesquisa, extensão e atividades formativas. “A pretensão foi, portanto, promover, a partir de uma abordagem plural, discussões e reflexões sobre o desenvolvimento das biotecnologias da reprodução animal na região, abrindo mais espaço para alavancar capacidades necessárias para a formação acadêmica e pessoal dos professores e alunos, futuros professores e profissionais desta área, constituindo-se ainda ótimo espaço para que novas atividades e parcerias aconteçam, contribuindo para a divulgação e popularização dessa ciência no Maranhão”, destacou Manoel Moura Filho, que coordenou o evento.

Fim do conteúdo da página