Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Pesquisa avalia bem-estar em animais de produção
Início do conteúdo da página Notícias

Pesquisa avalia bem-estar em animais de produção

Servidores, estudantes e prestadores de serviço podem participar de forma voluntária da pesquisa, que pode ser acessada através de questionário
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 05/05/2020 12h15
  • última modificação 05/05/2020 12h18

Pesquisadores do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias estão desenvolvendo uma pesquisa, através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), com o intuito de investigar a percepção da comunidade acadêmica da unidade de ensino sobre o bem-estar em animais de produção. Dividido em cinco etapas, o projeto, que faz parte do Edital Nº 05/2019, da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPGI), está sendo executado pela bolsista Macileia Santos da Cruz, aluna do curso de Zootecnia, sob orientação do médico veterinário Luiz Antonio Silva Figueiredo Filho.

Na etapa atual, conforme explica Macileia Cruz a intenção é mobilizar estudantes, professores, técnico-administrativos e prestadores de serviços para responder um questionário. “Diante do atual cenário, tivemos que fazer adaptações nesta etapa para atingir o público”, disse a aluna referindo-se à suspensão das aulas presenciais e ao desenvolvimento das atividades de forma remota por servidores. Para atingir o público, Macileia Cruz e Luiz Figueiredo estão utilizando os canais de comunicação da instituição. “Nossa mobilização está sendo através de redes sociais, do Sistema Unificado de Administração Pública (Suap), e do e-mail, além do site”, informa.

A pesquisa é voluntária e pode ser acessada através de questionário que contém perguntas fechadas abordando informações sobre a definição de bem-estar animal e suas implicações. Além disso, constam no questionário, informações socioeconômicas .Todos os dados das respostas obtidas serão organizados em planilhas eletrônicas para posterior análise estatística descritiva simples. O tempo de duração da entrevista/questionário é de aproximadamente 10 minutos.

 

Clique aqui para participar.

“O benefício direto ou indireto relacionado com a colaboração nesta pesquisa é a melhoria na difusão dos conceitos e importância do bem-estar animal na produção animal, visto o diagnóstico da situação da comunidade acadêmica do IFMA Campus Caxias quanto a percepção sobre o tema e possibilitando a intervenção com ações de conscientização desta situação. Isto auxiliará na formação de profissionais da área de Ciências Agrárias com visão em uma temática valorizada pela comunidade em geral”, frisa Luiz Figueiredo .

Sobre o projeto

Com foco no aumento da produtividade a fim de atender um mercado consumidor em crescimento, a produção de alimentos de origem animal é intensificada a todo instante, visando suprir o consumo e melhorar a qualidade dos produtos comercializados. Todavia, o consumidor leva em consideração na hora da compra dos produtos não apenas a qualidade ou aspecto de um determinado produto de origem animal. Questões relacionadas à segurança alimentar, sanitária e ao consumo ético, têm sido, corriqueiramente, consideradas pela população. O bem-estar animal é uma destas questões, que constantemente está sendo abordado no meio da produção animal. Este tema vem ganhando notoriedade e extrapolando o mundo científico e acadêmico, chegando ao mercado consumidor, com reflexos em aspectos econômicos das atividades pecuárias. Isto vem ocorrendo em virtude das exigências dos países importadores de produtos de origem animal. Observa-se que não basta ter a melhor genética, a alta produtividade, a nutrição equilibrada e de boa qualidade, se o manejo com os animais está sendo inadequado.

É neste contexto que Macileia Santos da Cruz e Luiz Antonio Silva Figueiredo Filho iniciam a justificativa para execução do projeto de pesquisa no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) Ensino Superior.

No projeto, os pesquisadores argumentam que ainda são poucos e incipientes os programas de conscientização da população a respeito de questões como bem-estar animal. Mesmo assim percebe-se uma mudança de hábitos e conceitos cada vez maiores sobre o tema por uma parcela crescente da população. Eles citam que o Conselho Federal de Medicina Veterinária vem fomentando o bem-estar animal através de publicações, além de criar a Comissão de Ética e Bem-Estar Animal.

Para os pesquisadores, o bem-estar animal relaciona-se diretamente com preocupações éticas com a qualidade de vida dos animais, principalmente, os utilizados como alimento por humanos e mesmo sendo um tema que tem despertado interesse crescente por parte da sociedade, ainda falta conhecimento sobre este. Esta desinformação pode influenciar na qualidade do produto final, depreciando o valor perante o mercado consumidor. Logo, justificam, as avaliações da percepção da comunidade quanto aos aspectos de criação e manejo relacionados ao bem-estar animal é importante.

Em sínteses, eles dizem que o objeto do projeto é investigar a percepção da comunidade acadêmica do IFMA Campus Caxias quanto ao bem-estar de animais de produção. O público-alvo é a comunidade acadêmica da Instituição.

Fotos: animais na fazenda-escola do Campus Caxias.

registrado em:
Fim do conteúdo da página