Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Pesquisa analisa insetos aquáticos no Cerrado-Caatinga
Início do conteúdo da página Notícias

Pesquisa analisa insetos aquáticos no Cerrado-Caatinga

Estudo foi realizado por pesquisadores do Laboratório de Ecologia de Comunidades e publicado no periódico Acta Brasiliensis
  • Com informações do IFMA Campus Caxias
  • publicado 13/10/2020 20h35
  • última modificação 13/10/2020 20h35

Pesquisadores do Laboratório de Ecologia de Comunidades (LaECO), do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias, realizaram um estudo para verificar se os padrões de diversidade das ordens Odonata e Trichoptera variam entre locais preservados e alterados ao longo de um gradiente de impacto ambiental. A pesquisa foi publicada no periódico Acta Brasiliensis, editado pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Campus de Patos, Paraíba.

Phyllogomphoides – Ordem Odonata

O artigo leva a autoria de Carolina Gomes Viana (aluna de Ciências Biológicas), Daniel Silvas Veras (professor), Guilherme Santana Lustosa (professor) e Ingrid Reis Campos (aluna de Ciências Biológicas). “Os insetos aquáticos têm grande relevância na dinâmica ecológica dos ambientes de lagos, lagoas, rios e córregos, principalmente, no que diz respeito ao ciclo de matéria orgânica e fluxo enérgico, visto que esses organismos sofrem influências de fatores abióticos e bióticos, e de mudanças ambientais advindas de ações do homem”, frisou Daniel Veras.

O estudo

No estudo, os pesquisadores destacam que os padrões de diversidade de insetos aquáticos são influenciados pela estrutura da paisagem e gradientes ambientais que podem ser alterados significativamente através de mudanças no uso da terra. “Nossa pesquisa busca também fornecer informações a respeito da distribuição de insetos aquáticos em igarapés, verificando os efeitos de gradientes ambientais sobre essas comunidades – riqueza, abundância e composição”, acrescentou o pesquisador.

Para realizar o estudo, os pesquisadores coletaram dados sobre as características estruturais e ambientais do córrego e das assembleias de insetos aquáticos em sete pontos de amostragem em ecótono (área de transição ambiental) Cerrado-Caatinga, nas estações secas de 2018 e 2019. “Ou seja, foram realizadas entre agosto e outubro, em um total de quatorze réplicas. Os igarapés amostrados que apresentaram maior integridade, como os riachos da APA [Área de Proteção Ambiental] do Inhamun, têm como característica marcante a presença floresta continua e poucas quebras na zona ripícola, formada, sobretudo, por árvores nativas; enquanto os ambientes alterados encontram-se em regiões que apresentam uso do solo, como, desmatamento visando utilização agrícola e área residencial”, destacou Veras.

Resultados

Os resultados indicaram que córregos alterados apresentaram maiores valores de condutividade elétrica e menores valores de Índice de Integridade de Habitat (IIH) em comparação aos preservados, sendo determinantes na distribuição de gêneros. Além disso, foi apontado que baixos valores de pH aumentaram a riqueza de gêneros. Essas informações obtidas, conforme também apontam os pesquisadores, podem orientar estratégias de manejo para a conservação da  biodiversidade. “Reforçando a conclusão de que a diversidade  de  insetos  aquáticos  é determinada pela influência de filtros ambientais nos riachos”, nas palavras dos autores da pesquisa.

“No estudo, mostramos que a diversidade de insetos aquáticos foi determinada pela ação de filtros ambientais em igarapés do ecótono Cerrado-Caatinga. Desse modo, variáveis como IIH, profundidade, pH e condutividade elétrica foram preditores da composição riqueza e abundância dos táxons. Nesse contexto, os riachos que apresentaram diferentes níveis de conservação e influência antrópica [de ações realizadas pelo homem] apresentaram diferenças em relação aos seus padrões de diversidade”, concluiu Veras.

Com o título “Gradientes ambientais como filtros na composição de insetos aquáticos do Cerrado-Caatinga, Brasil”, o artigo está disponível para download no volume 4, número 3, da Acta Brasiliensis, periódico que tem como objetivo ampliar a publicidade da pesquisa científica na área de Ciências Biológicas e Ambientais, divulgando informações e contribuindo para o desenvolvimento científico dessa área. Clique aqui para conhecer o estudo na íntegra.

registrado em:
Fim do conteúdo da página