Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus divulga relatórios de projetos aprovados
Início do conteúdo da página Notícias

Campus divulga relatórios de projetos aprovados

Documentos referentes ao biênio 2019/2020 foram elaborados pelo Departamento de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 06/01/2021 09h51
  • última modificação 06/01/2021 09h55

O Departamento de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (DPPGI), do campus do IFMA em Caxias, divulgou relatórios dos projetos aprovados nos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI), além da Fábrica de Inovação, com vigência 2019-2020. Os documentos apresentam projetos aprovados em seletivos da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PRPGI), com cotas IFMA, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão (Fapema).

O professor Pedro Alberto Pavão Pessôa, chefe do DPPGI, destaca que os projetos aprovados nos editais da PRPGI contaram com a participação de 23 pesquisadores. Ele frisa que o PIBIC Ensino Médio e Superior obteve 53 aprovações. “Foram concedidas 41 bolsas para os discentes do ensino superior e 12 do ensino médio”, acrescenta.

Outro destaque, segundo Pedro Pessôa, encontra-se na quantidade de bolsas de iniciação científica do período. “O número superou o dos projetos aprovados no período de 2018/2019, principalmente para os estudantes do Ensino Médio, depois de um decréscimo em relação de projetos aprovados no período de 2017 a 2019”, ressalta o gestor.

Em relação ao PIBITI Ensino Superior, Pedro Pessôa cita que houve aprovação de cinco projetos nas áreas de agrárias, engenharia e exatas. “A quantidade de bolsas superou a dos projetos aprovados nos editais da PRPGI no período de 2016 a 2018”, aponta. Já o Programa de Bolsa Institucional de Desenvolvimento da Pesquisa de Jogos (Fábrica de Jogos) contou com uma aprovação.

Para o próximo biênio, Pedro Pessôa projeta superar os números de 2019/2020. “Não apenas na quantidade de projetos e bolsas, mas, principalmente, no engajamento de novos pesquisadores e pesquisadoras do Campus. Também avançaremos em aprovações em editais externos”, concluiu.

Acesse os relatórios nas páginas Pesquisa e Inovação.

Fim do conteúdo da página