Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Neabi vai debater lutas, desafios e resistências indígenas
Início do conteúdo da página Notícias

Neabi vai debater lutas, desafios e resistências indígenas

Programação ocorrerá nos dias 29 e 30 de abril com terá transmissão ao vivo pelo YouTube
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 28/04/2021 17h52
  • última modificação 28/04/2021 17h52

Nos dias 29 e 30 de abril, o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indiodescendentes (Neabi), do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias, realizará um ciclo virtual de conversas para debater sobre lutas, desafios e resistências indígenas. Neste ano, o Neabi fez um recorte relacionado às atuações das mulheres indígenas, sua luta e resistência, bem como a discussão sobre como os povos indígenas re(E)xistem diante dos projetos desenvolvimentistas.

De acordo com a professora Jacklady Dutra, coordenadora do Neabi, o evento visa garantir educação para e na diversidade dentro do propósito de execução das práticas pedagógicas do Núcleo. “Por isso, sempre buscamos desenvolver ações que promovam reflexões sobre dimensões das histórias, saberes e culturas indígenas brasileiras. Nos dois dias, de forma específica, a ideia é fomentar ações e discussões sobre políticas públicas e territórios das populações indígenas”, destacou a coordenadora.

No primeiro dia, Letícia Jokahkwyj Krahô conta sobre a luta e resistência das mulheres Krahô. Graduada em História pela Universidade Federal do Tocantins e mestre em Antropologia Social pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás, ela estuda sobre memórias, lutas e resistências de mulheres indígenas. No dia seguinte, o professor Dhiogo Rezende Gomes, do IFMA Campus Grajaú, bate um papo sobre os projetos desenvolvimentistas e a relação com os povos indígenas. Membro do Neabi do Campus Grajaú, Dhiogo Gomes é mestre em Ensino de História pela Universidade Federal do Tocantins.

O ciclo de conversa é aberto ao público externo e será transmitido ao vivo pelo canal do Neapo no YouTube. Haverá certificado para os participantes.

 Programação

29 de abril (quinta-feira) – 17h30 – “A luta e resistência das mulheres Krahô” – Letícia Jokahkwyj Krahô

30 de abril (sexta-feira) – 17h30 – “Entre terra e asfalto, resistência: caminhos Indígenas diante dos “projetos desenvolvimentistas” – Dhiogo Rezende Gomes

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página