Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Cordelista ministra palestra no Campus Caxias
Início do conteúdo da página Notícias

Cordelista ministra palestra no Campus Caxias

Palestra contemplou estudantes do curso técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio, do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera). 
  • Assessoria de Comunicação. com informações do Campus Caxias.
  • publicado 24/01/2023 16h26
  • última modificação 24/01/2023 16h26

Estudantes da Turma A com Mikeias e a professor Liduina da Silva Pinto

Os estudantes do curso técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio, ofertado pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias, participaram de palestra sobre cordel ministrada pelo cordelista Mikeias Cardoso. Ofertada em dois momentos, a atividade foi organizada por Leyde Dayanna Alves da Silva Oliveira (Sociologia), Liduina da Silva Pinto (Língua Portuguesa) e Simone Gomes Queirós (Língua Portuguesa), professoras do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera). 

Palestra contemplou estudantes do curso técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio, do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera)

De acordo com a professora Leyde Oliveira, na palestra Mikeias Cardoso explicou sobre a Literatura de Cordel, destacando sua importância cultural, e apresentou a sua obra “De quebrador de coco e agora professor”. “A atividade foi essencial, pois mostra a importância dos estudos e motiva nossos discentes para que, também futuramente, possam ingressar no ensino superior e conseguir alcançar novos horizontes”, frisa a professora.

Mikeias com a professor Liduina da Silva Pinto

Mikeias Cardoso é professor de Língua Portuguesa e, atualmente, aluno do mestrado em Letras, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) Campus Bacabal. A trajetória acadêmica dele inclui passagem pelo IFMA Campus Caxias, como estudante de curso de Formação Inicial e Continuada e Técnico concomitante ao Ensino Médio. “Aproveitei o ensejo para dizer ao alunado que vale a pena querer, sonhar e realizar os anseios, pois os estudos nos levam aos melhores lugares e que, com certeza, até um curso superior, os mesmos podem futuramente fazer, pois nossa casa – IFMA Campus Caxias – tem para oferecer”, disse ele. Além das professoras, o cordelista agradeceu à equipe do Pronera pelo convite e celebrou o momento. “Viva os alunos! Viva os professores! Viva o Pronera IFMA Campus Caxias!”, concluiu.

Mikeias com as professoras Leyde Dayanna Alves da Silva Oliveira e Simone Gomes Queiros

Em ritmo dinâmico, a palestra contou com a participação dos estudantes, que mostraram bastante interesse pelo assunto. Além de questionamentos, eles declamaram poemas do convidado. “De forma pessoal, já tinha certo conhecimento do gênero, mas não conhecia tantos cordelistas. De fato, foi inspirador ouvir a história de vida do Mikeias e seu amor pelo que faz. Para nós, foi muito satisfatório essa troca de conhecimentos e conhecer todo esse contexto”, afirmou a aluna Ana Caroline Mendes dos Santos.

Já a aluna Verônica Nunes da Silva classificou a atividade como “experiência maravilhosa”. “Pois, além de educativa, foi prazerosa, uma vez que pude participar da leitura de cordéis e também ampliar o meu campo de visão em relação a essa área da literatura”, justificou. Ela também comenta sobre a oportunidade de conhecer um cordelista e entender que cordel é muito mais do que rimas. “Agora, compreendo que as estrofes também são cheias de histórias e sentimentos. Tomando como exemplo o cordel do professor Mikeias Cardoso, observa-se que esse serve também para trazer a memória que sonhos são possíveis de realizar”, destaca. Verônica Nunes diz que se identificou com a história apresentada no cordel e ficou mais inspirada. “Conhecer a história de alguém que rompeu com a insegurança, com a dor de ficar longe de familiares e amigos, para ir atrás de seus objetivos e, por fim, após muitas lutas e muita perseverança, conseguiu alcançar seu objetivo. Da mesma forma, eu acredito que é o início de uma carreira”, afirma.

Ao final da palestra, Mikeias Cardoso presenteou os estudantes com um exemplar do folheto de seu cordel.

Sobre Cordel – Vinda de Portugal para o Brasil no século XVII, a literatura de cordel adquiriu traços da cultura nordestina e se transformou em expressão da região. Impressos de forma artesanal em folhetos, os cordéis eram popularmente vendidos em feiras dispostos em cordões – daí veio o nome desse gênero literário.

A poesia dos cordelistas é feita para ser declamada. Para ser considerada literatura de cordel, as obras devem obedecer certas regras de métrica, rimas e variações linguísticas. Os temas, no entanto, percorrem os mais variados assuntos – desde aventuras de heróis da cultura nordestina a piadas.

 

Fim do conteúdo da página