Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Núcleos de Inclusão – Neabi – Napne > Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (Napne)
Início do conteúdo da página

Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (Napne)

publicado 03/06/2015 20h46 | última modificação 07/04/2020 00h45




Sabemos que a educação inclusiva tem sido um caminho importante para abranger a diversidade presente no contexto educacional e deve garantir a todos os educandos o acesso ao conhecimento, por meio de todas as possibilidades de desenvolvimento que a escolarização oferece, de modo a atender às necessidades de cada estudante. Dessa forma, o Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (Napne) busca quebrar barreiras arquitetônicas, educacionais, de comunicação e as atitudinais, se esforçando em oferecer o apoio necessário aos estudantes com deficiência, bem como, promover ações que favoreçam a reflexão acerca da temática da inclusão desses alunos na educação profissional e tecnológica.

Servidores

O Napne é composto por tradutoras e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais e revisor de textos em Braille. As primeiras têm como função mediar a comunicação entre surdos e ouvintes, com uso da Língua Brasileira de Sinais em todos os espaços no âmbito escolar, no qual a pessoa surda se fizer presente (sala de aula, seminários, palestras e eventos, por exemplo). Já o revisor de textos em Braille é o responsável pela adaptação e revisão dos textos em Braille, bem como transcrição e ampliação de textos. Além dos profissionais citados, o núcleo conta ainda com a colaboração de psicóloga, pedagoga e professores da própria unidade de ensino.

  • Antonio Ceny Moreira Junior (revisor de textos Braille/coordenador)
  • Arlene Maria Ribeiro Silva (professora)
  • Cecília Regina Galdino Soares (professora)
  • Fernando Amaro Ferreira dos Santos (professor)
  • Jacilene de Alencar Costa (tradutora e intérprete de língua brasileira de sinais)
  • Keila Azevedo Vieira Silva (professora)
  • Luania Caroline Paiva Lopes (tradutora e intérprete de língua brasileira de sinais)
  • Lucinete Bahia Costa (tradutora e intérprete de língua brasileira de sinais)
  • Raquel de Carvalho Evangelista (pedagoga)
  • Vanessa da Silva Alves (psicologa)
  • Waldirene Pereira Araújo (professora)

Clique aqui para consultar o horário de funcionamento do núcleo.

Ações desenvolvidas em 2017

Ações desenvolvidas no primeiro semestre de 2018

  • Reuniões periódicas com os integrantes;
  • Acompanhamento das obras de acessibilidade do campus;
  • Participação no Encontro Pedagógico abordando a temática da educação inclusiva;
  • Realização de estudos na área de Educação Inclusiva;
  • Promoção de palestras em turmas do curso superior, em atendimento ao pedido da professora Regina Célia de Morais Alves para a disciplina Educação Inclusiva;
  • Demonstração dos recursos tecnológicos e adaptados às visitas de alunos das turmas do superior;
  • Atendimento, por intérpretes de Libras, a aluna surda em sala de aula e no contraturno;
  • Atendimento dos estudantes com deficiência visual no contraturno;
  • Reuniões com os professores e familiares dos alunos inclusos;
  • Sensibilização nas turmas de ensino médio, nas quais têm alunos com deficiência;
  • Orientações em trabalhos de conclusão de cursos com a temática Educação Inclusiva;
  • Orientações na confecção de materiais didáticos adaptados;
  • Confecção de folhetos informativos, enfatizando orientações didáticas em relação ao aluno com deficiência;
  • Participação da caminhada em alusão ao dia Mundial de Conscientização do Autismo, juntamente com outras instituições;
  • Transcrição e revisão de textos em Braille;
  • Realização de dois bate-papos inclusivos;
  • Realização de visita domiciliar ao aluno que evadiu-se do curso.
Fim do conteúdo da página