Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Programas e Projetos
Início do conteúdo da página

Programas e Projetos

publicado 28/06/2018 10h15 | última modificação 27/01/2022 06h16

Nesta seção, são divulgadas as informações pertinentes aos programas, projetos e ações implementados/executados pelo Instituto Federal Maranhão (IFMA) Campus Caxias.

A qualificação profissional é um dos caminhos para impulsionar a economia e para o fortalecimento da empregabilidade, da inclusão produtiva e da geração de renda. Ela também é um grande diferencial para a carreira e para o crescimento profissional, trazendo conhecimento, oportunidades e melhorias na remuneração. Sabendo dessa importância e contribuindo para a consolidação da Educação Profissional e Tecnológica, o Ministério da Educação estruturou uma agenda estratégica para implementar os Novos Caminhos.  

O programa possui diversas ações de apoio às redes e instituições de ensino, no planejamento da oferta de cursos alinhada às demandas do setor produtivo. Para garantir uma educação com foco na criação de oportunidades e inserção dos estudantes no mundo do trabalho, dentro da agenda dos Novos Caminhos, o MEC lançou o Qualifica Mais.

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias participa da pactuação para oferta de 700 vagas em cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) no âmbito do Qualifica Mais Progredir e Qualifica Mais EnergIF. Saiba mais sobre os cursos aqui.

Qualifica Mais Progredir

O Qualifica Mais Progredir oferta cursos de Microempreendedor Individual (MEI) ao beneficiário do Programa Auxílio Brasil com idade de 18 anos ou mais e que tenha concluído o ensino fundamental.  

O município de Caxias ofertará 500 matrículas. A seleção e oferta será feita pelo IFMA em parceria com a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

Ao todo, serão formadas 14 turmas nos bairros e povoados de Caxias. Os dias e horários de funcionamento do curso serão definidos a partir do perfil e da disponibilidade dos beneficiários do Auxílio Brasil. O curso, que tem 160 horas, tem previsão de formar primeira turma em janeiro de 2022. As demais serão oferecidas ao longo do ano e conforme cronograma disponibilizado em dezembro. 

Para mais informações, o interessado pode buscar o Setor da Bolsa Formação no Campus Caxias, localizado na MA-349, KM 02, Gleba Buriti do Paraíso, Povoado Lamego, Zona Urbana, Caxias-MA.

Qualifica Mais EnergIF

O Qualifica Mais Energif  oferta  200 vagas no curso de Eletricista de Sistemas de Energias Renováveis. As vagas no âmbito dessa ação serão oferecidas em 2022 de forma gratuita e na modalidade presencial para o público interessado com mais de 18 anos e ensino fundamental (1º a 5º ano) – completo.

Ao todo, serão formadas 05 turmas. Os dias e horários de funcionamento do curso serão definidos a partir do perfil e da disponibilidade dos candidatos. O curso, que tem 200 horas, tem previsão de formar primeira turma em janeiro de 2022. As demais serão oferecidas ao longo do ano e conforme cronograma disponibilizado em dezembro. 

Para mais informações, o interessado pode buscar o Setor da Bolsa Formação no Campus Caxias, localizado na MA-349, KM 02, Gleba Buriti do Paraíso, Povoado Lamego, Zona Urbana, Caxias-MA.

Clique aqui para mais informações.

Mulheres em situação de vulnerabilidade social ganham uma nova oportunidade de qualificação profissional. O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias vai ofertar 400 vagas em 10 cursos de formação profissional: Auxiliar Administrativo (160h); Auxiliar de Biblioteca (160h); Auxiliar de Fiscalização Ambiental (160h); Auxiliar de Saúde Bucal (375h); Cervejeiro (200h); Cuidador de Idoso (220h); Cuidador Infantil (160h); Garçom 200h; Língua Brasileira de Sinais – Libras (160h); e Promotor de Vendas (160h); Saiba mais sobre os cursos aqui.

A proposta dos cursos, fomentados pelo Ministério da Educação, é viabilizar o acesso de mulheres à qualificação profissional com vistas à elevação de escolaridade, inserção no mundo do trabalho, a equidade de gênero e a redução das desigualdades sociais. A ação valoriza os saberes individuais e coletivos, incentiva o empreendedorismo e, consequentemente, a conquista de autonomia.

Inscrições abertas – O curso Promotor de Vendas já está com inscrições abertas até o dia 30 de novembro. Para candidatar-se a uma vaga, a interessada deverá identificar-se do gênero feminino (ou possuir identidade social), ter, no mínimo, 15 anos e possuir, no mínimo, Ensino Fundamental II (6º a 9º) – Completo. As inscrições estão sendo realizadas na escola Vespasiano Ramos, localizada na Rua Santa Rita, 268, Bairro Ponte.

No ato da inscrição, a candidata deve apresentar todos os documentos solicitados no Edital Nº 225/2021. Logo após a inscrição, a candidata participa de entrevista baseada nos seguintes itens: a) Compatibilidade entre os interesses e as intenções da candidata e o perfil profissional do curso; e b) Experiência em ocupações da área a que pertence o curso.

No dia 02 de dezembro, o IFMA divulgará a relação das candidatas aprovadas. Os dias e horários de funcionamento do curso serão definidos a partir do perfil e da disponibilidade das alunas. O curso, que tem 160 horas, tem previsão de início em dezembro. A oferta será realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres e a Coordenação Local da UAB.

 Para mais informações, clique aqui e acesse a página do processo seletivo.

Próximos seletivos – Nos meses de dezembro/2021, janeiro/2022 e fevereiro/2022, as seleções para os demais cursos serão abertas. As interessadas podem acompanhar as informações nas redes sociais do Campus Caxias e no menu “Editais” do site do Campus. Para mais informações, a interessada pode buscar o Setor da Bolsa Formação no Campus Caxias, localizado na MA-349, KM 02, Gleba Buriti do Paraíso, Povoado Lamego, Zona Urbana, Caxias-MA.


Clique aqui para mais informações.

Utilizado como estratégia para auxiliar no processo de ensino e aprendizagem, conforme a Resolução Nº 15/2006, o Programa de Monitoria consiste em uma atividade auxiliar de ensino, pesquisa e extensão exercida por alunos que demonstrem capacidade de desempenho no âmbito de determinadas disciplinas cursadas.

São objetivos da monitoria:

  1. Proporcionar um maior envolvimento com a atividade de docência ao aluno que apresenta rendimento escolar comprovadamente satisfatório;
  2. Possibilitar um aprofundamento de conhecimento na área em que desenvolve a monitoria; e
  3. Assegurar a cooperação do corpo discente com o corpo docente, nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Para atuação em disciplinas com bolsa, haverá retribuição financeira a título de incentivo no valor de R$ 400,00 por mês. Já a monitoria da categoria voluntária oportuniza a participação do aluno no programa, entretanto não haverá nenhuma compensação financeira pelo seu exercício. Nas duas categorias, o bolsista deve cumprir carga horária semanal de 12 horas.

O monitor tem as seguintes atribuições:

  1. Participar da elaboração do plano de trabalho de monitoria com o professor responsável;
  2. Auxiliar os professores em atividades de docência de uma determinada disciplina, inclusive nas tarefas didáticas de preparação de aulas e de trabalhos escolares;
  3. Auxiliar os professores em tarefas de pesquisa e de extensão, compatíveis com o seu grau de conhecimento;
  4. Auxiliar os professores na realização de trabalhos práticos e experimentais compatíveis com o grau de conhecimento e de experiência na disciplina;
  5. Auxiliar os alunos regulares orientando-os em trabalhos de laboratório, da biblioteca, do campo e outros;
  6. Facilitar o relacionamento entre alunos, professores e coordenadores de curso na execução dos planos de ensino, visando ao constante ajustamento no processo de ensino-aprendizagem.

São obrigações do monitor:

  1. Cumprir as normas constantes do regulamento;
  2. Executar o plano de trabalho apresentado;
  3. Cumprir a carga horária semanal de 12 horas de efetivo trabalho;
  4. Entregar a folha de frequência até o quinto (5º) dia útil do mês subsequente ao que atuou.

Clique aqui para mais informações.


A Universidade Aberta do Brasil (UAB) é um sistema integrado por universidades públicas que busca ampliar e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior por meio da educação a distância. Prioritariamente a oferta é para a formação inicial a professores em efetivo exercício na educação básica pública, porém ainda sem graduação, além de formação continuada àqueles já graduados. Também visa ofertar cursos a dirigentes, gestores e outros profissionais da educação básica da rede pública. Outro objetivo do programa é reduzir as desigualdades na oferta de ensino superior e desenvolver um amplo sistema nacional de educação superior a distância.

Clique a aqui para mais informações 


O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo Governo Federal, em 2011, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. O Pronatec busca ampliar as oportunidades educacionais e de formação profissional qualificada aos jovens, trabalhadores e beneficiários de programas de transferência de renda.

Clique aqui para mais informações


O Parfor é uma ação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) que visa induzir e fomentar a oferta de educação superior, gratuita e de qualidade, para profissionais do magistério que estejam no exercício da docência na rede pública de educação básica e que não possuem a formação específica na área em que atuam em sala de aula.

Clique aqui para mais informações


Jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir o Ensino Médio em idade regular podem ingressar cursos técnicos integrados ao ensino médio ofertados no Campus Caxias. Na modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA, atualmente, a unidade de ensino oferta os cursos técnicos em Agroindústria e Vendas.

Clique aqui para mais informações


O Pronera atende jovens e adultos de assentamentos criados ou reconhecidos pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), quilombolas e trabalhadores rurais acampados cadastrados pelo instituto, além de beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário. O Programa propõe e apoia cursos de educação básica (alfabetização, ensinos fundamental e médio), técnicos profissionalizantes de nível médio, cursos superiores e de pós-graduação (especialização e mestrado).

Clique aqui para mais informações


Este programa é financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A iniciação à docência contribui para elevar a qualidade da formação inicial dos professores nos cursos de licenciatura, promovendo a integração entre a educação superior e educação básica. O Pibid insere os licenciandos no cotidiano de escolas da rede pública de educação, proporcionando-lhes oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas de caráter inovador e interdisciplinar que busquem a superação de problemas identificados no processo de ensino-aprendizagem.

Clique aqui para mais informações


O Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores (Life) é um programa ligado a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Tem como objetivo proporcionar a formação de educadores de caráter interdisciplinar, na perspectiva de incentivar o desenvolvimento de metodologias voltadas para a inovação das práticas pedagógicas. Permite, nesses espaços, a elaboração de materiais didáticos de caráter interdisciplinar, fazendo uso das tecnologias da informação e comunicação – TICs. Propicia, ainda, a articulação entre os programas da Capes relacionados à Educação Básica: Parfor, PIBID, Prodocência, PET e Novos talentos, a fim de melhorar a qualidade do ensino da Educação Básica.

Clique aqui para mais informações


O Encceja tem como principal objetivo construir uma referência nacional de educação para jovens e adultos por meio da avaliação de competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou nos processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais, entre outros.

Clique aqui para mais informações


A residência pedagógica é uma atividade de formação realizada por um discente regularmente matriculado em curso de licenciatura e desenvolvida numa escola pública de educação básica, denominada escola-campo.

Clique aqui para mais informações


Para ter acesso às vagas de estágios disponíveis, entre em contato com o chefe do Departamento de Extensão e Relações Institucionais (DERI).

Clique aqui para mais informações


Fim do conteúdo da página